lay

KINHO, TECO E TODOS NÓS



Aparição extraordinária, direto de território porteño, só para não deixar a brincadeira (aqui, aqui e aqui também) morrer. Porque você sabe, é impossível assistir ao Globo de Ouro sem apostar com o Teco nos possíveis vencedores. :)


CINEMA

▪ Melhor Filme - Drama: "The Social Network"
▪ Melhor Filme - Comédia/Musical: "The Kids are All Right"
▪ Melhor Diretor: David Fincher, por "The Social Network"
▪ Melhor Ator - Drama: Colin Firth, por "The King's Speech"
▪ Melhor Atriz - Drama: Natalie Portman, por "Black Swan"
▪ Melhor Ator - Comédia/Musical: Johnny Depp, por "Alice in Wonderland" Paul Giamatti, por "Barney's Version"
▪ Melhor Atriz - Comédia/Musical: Annette Bening, por "The Kids are All Right"
▪ Melhor Ator Coadjuvante: Christian Bale, por "The Fighter"
▪ Melhor Atriz Coadjuvante: Melissa Leo, por "The Fighter"
▪ Melhor Roteiro: "The Social Network"
▪ Melhor Filme Estrangeiro: "Io Sono L'Amore" "Hævnen"
▪ Melhor Filme Animação: "Toy Story 3"
▪ Melhor Canção: "You Haven't Seen The Last of Me", de "Burlesque"
▪ Melhor Trilha Sonora: "The King's Speech" "The Social Network"



TEVÊ

▪ Melhor Série - Drama: "The Walking Dead" "Boardwalk Empire"
▪ Melhor Série - Comédia: "Modern Family" "Glee"
▪ Melhor Ator em Série - Drama: Bryan Cranston, por "Breaking Bad" "Steve Buscemi, por "Boardwalk Empire"
▪ Melhor Atriz em Série - Drama: Kyra Sedgwick, por "The Closer" Katey Sagal, por "Sons of Anarchy"
▪ Melhor Ator em Série - Comédia: Jim Parsons, por "The Big Bang Theory"
▪ Melhor Atriz em Série - Comédia: Edie Falco, por "Nurse Jackie" Laura Linney, por "The Big C"
▪ Melhor Ator Coadjuvante: Eric Stonestreet, por "Modern Family" Chris Colfer, por "Glee"
▪ Melhor Atriz Coadjuvante: Jane Lynch, por "Glee"


A premiação será transmitida hoje, 16 de janeiro, pela TNT às 22h, horário de Brasília. Mais tarde, como manda o costume, venho riscar os meus chutes.
kindick

HAPPY BIRTHDAY ME

Quando tudo está mal, você reclama. Diz que seu cabelo está sem corte, sua pele mal tratada, que engordou quase vinte quilos em uma semana e que seu inglês por culpa do espanhol está uma merda. E quando tudo está bem, você faz o mesmo! Diz que o Brasil continua na Copa mas não está lá essas coisas, que o dia foi de folga mas o tempo não colaborou, que pelo menos não está chovendo mas que ah, as coisas não estão tão boas como costumavam ser no ano em que passou. E assim foi meu aniversário - ou pelo menos as primeiras horas deste dia.

Inundado por uma maré de pensamentos negativos, fechei a cara (ainda não tão enrrugada), reclamei da minha existência e quase naufraguei meio a pensamentos que não estão incluídos no pacote de clichês de felicidades que o dia exige. Por um curto momento deixei de aproveitar o meu dia como se deve, agradecendo e valorizando todas as personagens que me são essenciais e que dele foram protagonistas. Aquela que não satisfeita em ser genitora reafirmou intensamente um amor que eu nunca conseguirei explicar; aqueles cujas divergências diárias, muitas vezes explicadas pela similariedade sanguínea, não retraem o abraço sincero; aquele que inventa tempo, multiplica dinheiro e enfrenta horas de vôo só para me cobrir com todo o romance do mundo; todos aqueles que saem mais cedo do trabalho numa quarta-feira nublada, lotam a mesa do restaurante que faz a melhor pizza que eu já provei e levam de sobremesa uma torta surpresa de chocolate embalada pelo bom e velho parabéns à você.

Algumas vezes tudo está tão perto que não conseguimos enxergar. Reclamamos, magoamos e desdenhamos dessa completude tímida e simplória que nos independe, sempre procurando por mais. E é nesse momento que precisamos dos olhos alheios para descobrir que o essencial é realmente invisível, a felicidade intrínseca e o tal extraordinário é tímido e relativo, aparecendo apenas quando você deixa de buscá-lo. Precisamos aprender que um dia é só um dia - e que apesar de seu, ele depende dos outros. Só aí nos permitiremos registrar outra inesquecível memória e dizer que sim, foi um lindo dia e um feliz aniversário. Happy birthday me.
  • Current Music
    "oh no!" - marina and the diamonds
  • Tags
lay

IT'S MY FUCKING PARTY...



                                       ... and I'll blow away all the candles and I'll feel rejected and I'll feel needy and I'll be bitchy and I'll complain about every little thing if I want to.

  • Current Music
    "it's my party" - leslie gore
  • Tags
schro

THAT ILL WIND

"Blow, ill wind, blow away
Let me rest today
You're blowin' me no good
No good."

Quando baixa a poeira das emoções cotidianas que preenchem o vazio dos dias e o peso das horas, posso ver meu rosto refletido no espelho dos confusos pensamentos que pensei já não existirem. E quando essa poeira baixa, penso. Penso no eu que não me reconheço, nos percursos agitados por múltiplos acontecimentos, no trabalho sufocante, no amor de longe, na brisa que disseram apagar pessoas tão profundas quanto os nomes escritos na areia daquela praia que não merece ser revisitada... (...) E de tanto pensar sou arrastado pela ventania que iniciei. E de tanto pensar perco o fôlego, me perdendo em mim que há muito tempo não era. Hoje os ares não estão a meu favor. E tudo que eu queria era seguir respirando profundamente.
  • Current Music
    "ill wind" - ella fitzgerald
  • Tags
lay

APRIL IN MAY



O calendário já anunciou o mês de maio, mas devido a síndrome de Sandra Bullock (momentos de ouro seguidos por dias não tão agradáveis) que desenvolvi no desenrolar dos últimos dias, deixo o mundo real de lado e sigo aqui neste abril cinematográfico aproveitando virtualmente todos os rompantes de felicidade de um mês tão grato quanto saudoso - e só saio daqui quando a poeira baixar. Cheers!
  • Current Music
    "my paper heart" - the all-american rejects
  • Tags
lay

LAST CALL FOR THE OSCARS


"I'm Joann. Heeeeeey! My favorite color is fluorescent beige aaaand..."


E com aquela que provavelmente é minha quote favorita entre as produções indicadas ao Oscar 2010, dou por encerrada minha temporada de digamos assim, avaliação dos filmes oscarizáveis. Temporada fraca, devo dizer. Deixando de lado documentários e curtametragens, assisti apenas dezesseis dos trinta e oito filmes indicados. É, andei bem ocupado. Mas isso não é motivo para que eu não seja tomado pela febre das premiações cinematográficas de (quase) todos os anos, apostando em quem leva para casa o peladão de ouro, torcendo para muitos favoritos que eu sequer conferi, não é verdade, minha gente? A cerimônia de entrega das estatuetas começa daqui a pouquinho. Eu, infelizmente, terei que acompanhar sozinho pela Grobu. O live-blogging esse ano deve acontecer lá pelas bandas do Twitter. E minhas apostas estão, claro, depois do pulo. Can't wait!


Collapse )
  • Current Music
    "destiny" - mary j. blige
  • Tags
    ,
lay

QUESTION!

Seria muito idiota atualizar isso aqui somente para dizer que eu ando muito ocupado para atualizar isso aqui? Ou pior ainda: será que seria muito idiota voltar no tempo e atualizar isso aqui só para que o mês de fevereiro não seja um mês fantasma dentro do meu arquivo? Porque foi exatamente isso que eu fiz. :)
  • Current Music
    nada
lay

GG 2010


It's T-BONE, bitch!


Verdade seja dita, depois da greve de dosmileoito e o desglamourizado regresso em dosmilenove, o "Globo de Ouro" parece lutar com unhas e dentes pelo troféu de cerimônia mais entediante (ou seria irritantemente aleatória?) do mundo das premiações cinematográficas - e agora em dosmiledez, a máxima não foi diferente! A primeira cerimônica da década que mal começou foi indiscutivelmente chata. Isso para não falar do talento duvidoso, humor descartável, discursos dispensáveis e surpresas pra lá de desagradáveis. Sem tirar nem pôr, a imprensa estrangeira que cobre as notícias de Hollywood premiou quem mais vendeu e quem realmente saiu ganhando foi o box office, que até hoje não entendi muito bem do que se trata. Não fosse o sopro de frescor que é T-bone Streep, a competência desconcertante de Haneke, o sorriso rasgado do Gordon-Levitt e todos os meus queridos favoritos acenando as talentosas mãos vazias (salvo raras exceções!), tudo não passaria de um mundo paralelo onde cifras e CGI sobrepõem as verdadeiras emoções e talento que deveriam governar o mundo cinematográfico. Mas aí você diz: - "that's showbizz!" Well, if that's showbizz, esse ano eu gostaria que eles tivessem deixado os holofotes desligados. E que venha o Independent Spirt Awards!

Collapse )
  • Current Music
    meryl's voice
  • Tags
lay

KINHO, TECO E TODOS NÓS OUTRA VEZ!



Começou como uma brincadeira e acabou virando fato consumado: assistir o Globo de Ouro sem apostar com o Teco nos possíveis vencedores, não tem a menor graça! E ainda que eu esteja um tanto quanto por fora das grandes produções da temporada, desbravando a América do Sul muito bem acompanhado, não é por isso que eu vou quebrar a corrente, certo? Tudo devidamente chutado, com favoritos e torcida organizada em muitas categorias, só estou esperando que a premiação comece na TNT porteña às 22hs. Depois eu volto para comentar alguma coisa e riscar o que errei. Ou não. :)


Collapse )